CABO DA BOA ESPERANÇA - ENCONTRO DO OCEANO ÍNDICO COM O ATLÂNTICO

-->

MARCO DA HISTÓRIA DAS GRANDES NAVEGAÇÕES É UMA DAS PRINCIPAIS ATRAÇÕES TURÍSTICAS DA CIDADE DO CABO, NA ÁFRICA DO SUL
NOS LIVROS ESCOLARES, O CABO DA BOA ESPERANÇA É UM PONTO NO EXTREMO SUL DO CONTINENTE AFRICANO, QUASE NA “ESQUINA” DO OCEANO ATLÂNTICO COM O ÍNDICO, FAMOSO PELOS NAUFRÁGIOS IMPOSTOS A NAVEGADORES PORTUGUESES DO SÉCULO 15. 
PARA O NAVEGADOR BARTOLOMEU DIAS, QUE O CRUZOU PELA PRIMEIRA VEZ EM 1488, ERA O CABO DAS TORMENTAS. PARA A COROA PORTUGUESA DE ENTÃO, QUE O REBATIZOU COM O NOME ATUAL, FOI UM MARCO NA DESCOBERTA DA ROTA MARÍTIMA PARA AS ÍNDIAS ORIENTAIS. PARA QUEM VISITA A CIDADE DO CABO, NA ÁFRICA DO SUL, É UM PASSEIO TURÍSTICO QUASE OBRIGATÓRIO, NÃO SÓ PELAS REFERÊNCIAS HISTÓRICAS, MAS TAMBÉM PELA IMPONÊNCIA DA PAISAGEM LOCAL.
LOCALIZADO CERCA DE 50 QUILÔMETROS AO SUL DA CIDADE DO CABO, O CABO DA BOA ESPERANÇA É O PONTO FINAL DA ICÔNICA TABLE MOUNTAIN, CADEIA DE MONTANHAS CONSIDERADA HOJE UMA DAS SETE NOVAS MARAVILHAS NATURAIS DO MUNDO, AO LADO DAS CATARATAS DO IGUAÇU E DO RIO AMAZONAS.
PARA QUEM SAI DA CIDADE DO CABO, O PASSEIO ATÉ LÁ CONSOME UM DIA INTEIRO E INCLUI PARADAS PARA A VISITA DE OUTRAS ATRAÇÕES. UMA DELAS É O PEQUENO PORTO DE HOUT, NA BAIA DE MESMO NOME, DE ONDE SAEM BARCOS PARA A OBSERVAÇÃO DE COLÔNIAS DE LEÕES MARINHOS. OUTRA É A COLÔNIA DE PINGUINS AFRICANOS NA PRAIA DE BOULDERS, UMA DAS TRÊS ÚNICAS NO CONTINENTE, E UMA DAS DUAS LOCALIZADAS NA COSTA CONTINENTAL DA ÁFRICA DO SUL.
O CAMINHO EM SI VALE A VISITA. HÁ DUAS ROTAS PRINCIPAIS PARA SE CHEGAR AO CABO DA BOA ESPERANÇA. UMA DELAS, A QUE EMPRESAS DE TURISMO COSTUMAM USAR NA IDA, É A QUE FICA A OESTE DA FAMOSA TABLE MOUNTAIN, MIRANTE NATURAL DA CIDADE. 
ELA PASSA POR BAIRROS NOBRES CHEIOS DE BELAS CASAS EMPOLEIRADAS EM ENCOSTAS ROCHOSAS, E SEGUE PELA VICTORIA ROAD E PELA CHAPMANS PEAK, ESTRADAS ESTREITAS E SINUOSAS, QUE SERPENTEIAM ACOMPANHANDO AS REENTRÂNCIAS DA SILHUETA DOS COSTÕES. HÁ MIRANTES NO CAMINHO, COM VISTAS DE PRAIAS E ENCOSTAS, ONDE É POSSÍVEL ESTICAR AS PERNAS EM BANCOS À SOMBRA DE ÁRVORES CURVADAS PELA INSISTÊNCIA DO VENTO.
PARA QUEM GOSTA, A PROXIMIDADE COM ANIMAIS É OUTRO ATRATIVO DO PASSEIO. NO PORTO DE HOUT, PRIMEIRA PARADA NO TRAJETO, MESMO QUEM DISPENSA O TOUR DE BARCO PODE VER FOCAS NADANDO LANGUIDAMENTE PERTO DO CAIS. EM SIMONS TOWN, É POSSÍVEL CHEGAR A MENOS DE UM METRO DE DISTÂNCIA DOS PINGUINS AFRICANOS QUE FAZEM SEUS NINHOS NAS DUNAS DA PRAIA. LOGO MAIS A FRENTE, JÁ PERTO DA ENTRADA DO PARQUE ONDE ESTÁ O FAROL DO CABO DA BOA ESPERANÇA, É COMUM CRUZAR DE CARRO COM BABUÍNOS À BEIRA DA ESTRADA.
O PONTO ALTO DO ROTEIRO, NO ENTANTO, É MESMO SEU FINAL, OS ÚLTIMOS DOZE QUILÔMETROS QUE SEPARAM A ENTRADA DO TABLE MOUNTAIN NATIONAL PARK DA PONTA DO CABO DA BOA ESPERANÇA. 
ALGUMAS EMPRESAS DE TURISMO OFERECEM A OPÇÃO DE O VISITANTE COBRIR ESTE ÚLTIMO TRECHO EM DUAS RODAS, SOBRE UMA BICICLETA – ELAS SÃO TRANSPORTADAS EM REBOQUES PELOS MICRO-ÔNIBUS USADOS NO PASSEIO. É UM TRAJETO LEVE, QUASE TODO EM DESCIDA, QUE VALE O ESFORÇO. NO MEIO DO CAMINHO HÁ AINDA UMA PARADA PARA UM LANCHE DE ALMOÇO.
A VEGETAÇÃO DO PARQUE É QUASE TODA RASTEIRA, FORMADA POR PEQUENOS ARBUSTOS, MUITOS DELES COM PEQUENAS FLORES. TRATA-SE, NA VERDADE, DE UMA DAS MAIORES CONCENTRAÇÕES DE ESPÉCIES DE PLANTAS DO GÊNERO EM TODO O CONTINENTE AFRICANO. SÃO CONTADAS AOS MILHARES. HÁ TAMBÉM ANIMAIS SOLTOS NO PARQUE, COMO EMAS, ZEBRAS, ANTÍLOPES, BABUÍNOS E RAPOSAS.
NO FIM DA ESTRADA, HÁ UMA PLACA NA QUAL SE LÊ, EM INGLÊS E AFRICÂNER, A INSCRIÇÃO “CABO DA BOA ESPERANÇA – O PONTO EXTREMO DO SUDOESTE DO CONTINENTE AFRICANO”, ACOMPANHADA DA LATITUDE E LONGITUDE LOCAL. DE LÁ, É POSSÍVEL SUBIR O COSTÃO POR UMA TRILHA E OBSERVAR DE CIMA A BELA VISTA DAS PRAIAS NO ENTORNO. 
O CAMINHO MORRO ACIMA LEVA AINDA AOS FARÓIS CONSTRUÍDOS NA PONTA DO CABO DA BOA ESPERANÇA, E DE ONDE SE TEM A MELHOR VISTA DA COSTA QUE DEIXOU VIÚVAS TANTAS GAJAS PORTUGUESA
fonte - ig.com.br

Comentários